Windows Server 2022: novas funcionalidades, mudanças e melhorias

Windows Server 2022

Criado pela Microsoft em 1993, a primeira versão do Windows Server levou, a princípio, o nome de Windows NT, para só em 2003 mudar para o nome atual. A plataforma é um grupo de sistemas operacionais de servidor que atende empresas e corporações, compartilha serviços com diferentes usuários e oferece controle administrativo de armazenamento de dados, aplicativos e redes corporativas.

Desde o início e até o hoje, é normal que o software passe por mudanças para sua melhoria. Essas alterações são responsáveis pelo progresso nas áreas de segurança e das diferentes funcionalidades adquiridas durante todas as versões lançadas. O sistema operacional é o mais evoluído para servidores e traz diferentes funcionalidades para facilitar o dia a dia das empresas.

Em 2022, está sendo comercializada a última versão do Windows Server, lançada pela Microsoft ainda em meados de 2021. Confira agora as soluções que a nova atualização pode fazer pela sua empresa.

Windows Server 2022

O Windows Server 2022 foi desenvolvido sobre a base sólida do Windows Server 2019, ou seja, além da plataforma ter incluído novos recursos, ela otimizou três aspectos: integração e gerenciamento híbrido do Azure, segurança e plataforma de aplicativos. 

Nesta versão, estão disponíveis competências feitas para proteger ainda mais os recursos de hardware, a parte física de um computador; firmware, a parte dos dispositivos de hardware que tem a função de armazenar informações; e preservar todo o sistema operacional da plataforma contra ameaças de segurança avançadas

A nova atualização também garante uma conectividade mais segura com os outros novos recursos disponíveis,  como conexões HTTPS criptografadas mais rápidas e seguras e criptografia SMB AES 256 padrão da indústria.

Azure

O Azure é um serviço de cloud que concentra toda plataforma de nuvem da Microsoft. Assim como na versão de 2019, o Windows Server 2022 permite a conexão de ambientes  na infraestrutura local com o Azure. Isso inclui camadas adicionais de segurança e possibilita que empresas modernizem suas aplicações e diversifiquem suas soluções.

A plataforma também oferece suporte para diferentes cargas de trabalho presentes no Windows Server, e, com uma infraestrutura repleta de recursos de segurança, as ferramentas aprimoradas do Azure ajudam na proteção de todos os dados. Sendo assim, os recursos disponibilizados pelo Azure potencializam as ferramentas presentes no Windows Server.

E como ficou a segurança? 

Como citado anteriormente, o Windows Server 2022 aprimorou ferramentas que já existiam na plataforma, permitindo o aperfeiçoamento de todos os campos, inclusive, no de segurança, quesito que os servidores exigem sempre mais. Leia abaixo os avanços de segurança presentes na nova versão: 

  • Servidor de núcleo protegido: proteção contra ameaças e segurança multicamadas do chip à nuvem para impedir ataques em potencial. Também foi incluído recursos de segurança baseados em virtualização (VBS), como Credential Guard e integridade de código protegida por hipervisor (HVCI), que, por exemplo, protege de ataques de mineração de criptomoedas. A VBS também fornece outros recursos  que podem ser, posteriormente, habilitados, como o Credential Guard, onde as credenciais e os segredos do usuário são armazenados em um contêiner virtual que o sistema operacional não pode acessar diretamente;
  • Raiz de confiança do hardware com o TPM 2.0 (Trusted Platform Module 2.0): essa função permite um armazenamento seguro para chaves e dados confidenciais, além de aumentar a proteção de recursos que usam o TPM 2.0;
  • Proteção de firmware que garante a segurança em todo este espaço, já que se tornou comum que plataformas de malware e ransomware incluam funcionalidades de firmware, elevando o risco de ataques. Com o suporte do processador para a tecnologia DRTM (Dynamic Root of Trust of Measurement) e a proteção de DMA, os sistemas de núcleo protegem o sistema de ataques como este;
  • Conectividade mais protegida com uma camada adicional de segurança durante o transporte;
  • Conexões (HTTPS) de protocolo de transferência de hipertexto criptografado mais rápido e seguro e criptografia AES-256 padrão da indústria com suporte para protocolo de bloco de mensagem de servidor (SMB);
  • Suporte DNS-over-HTTPS: mantém o tráfego o mais privado possível e evita a espionagem e manipulação de dados DNS; 
  • Segurança multicamadas com servidor Secured-core e conectividade protegida;

Windows Server 2019 x Windows Server 2022

Mas o que foi aprimorado nesta versão do Windows Server? Além de todas as outras novidades que vimos que a plataforma ganhou, a última atualização do software aperfeiçoou o servidor de arquivos, como compactação SMB, e realizou melhorias na performance da rede nos desempenhos UDP e TCP e no switch virtual Hyper-V.

Os switches virtuais no Hyper-V foram aprimorados com o Receive Segment Coalescing (RSC) atualizado, o que garante um melhor desempenho no tráfego de rede de um host externo e saída por um NIC virtual, sem que este NIC virtual pode passar para outro NIC virtual em um mesmo host.

Foi incluída outra camada de segurança, tornando mais rápida e protegida toda a transferência de hipertexto criptografado seguro (HTTPS) e criptografia AES-256 padrão da indústria com suporte para protocolo de bloco de mensagem de servidor (SMB). E também aconteceu a atualização do Windows Admin Center, interface gráfica do usuário do Windows Server.

Mais funcionalidades: 

  • Virtualização aninhada usando processadores AMD, o que oferece mais opções de hardware para seus ambientes;
  • Inclusão do navegador Microsoft Edge;
  • Mais facilidade para migração de armazenamento; 
  • Introdução da velocidade ajustável de reparo de armazenamento para mais controle sobre o processo de ressincronização de dados;
  • Disponibilidade do cache de barramento de armazenamento, que melhora a eficiência do armazenamento e mantém os custos operacionais baixos; 
  • Inclusão dos instantâneos em nível de arquivo ReFS, funcionalidade útil em em cenários de backup de máquina virtual com arquivos VHD / VHDX;
  • Mais rapidez na ressincronização do armazenamento e menos variações no tempo gasto;
  • Compressão SMB à medida que arquivos são transferidos pela rede, possibilitando que arquivos compactados consumam menos largura de banda de rede e tenham menos tempo para transferência; 
  • Versão mais recente do Transport Layer Security (TLS) 1.3, o protocolo de segurança mais implantado da Internet;
  • HTTPS e TLS 1.3 habilitados por padrão no Windows Server 2022 para proteger os dados conectados ao servidor;
  • Criptografia Server Message Block (SMB) para AES-256-GCM e AES-256-CCM;
  • Criptografia SMB Direct e RDMA que gera maior taxa de transferência, baixa latência e baixa utilização da CPU;
  • SMB sobre QUIC para uma conectividade mais segura e confiável  em redes não confiáveis;

Como fazer a atualização do Windows Server?

Para que todas as ferramentas disponíveis no Windows Server 2022 sejam usadas é necessário realizar a atualização do software. Somente dessa forma estará assegurado que todos os acessórios funcionem corretamente.
A Avant Services é parceira oficial da Microsoft e trabalha com os três planos disponíveis na plataforma, sendo que cada um potencializa o que há de melhor na sua empresa. Clique aqui e veja qual é o melhor para o seu negócio!

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
× Whatsapp